Entrevista: uma análise sobre o novo marco legal, por Wladimir Antonio Ribeiro

Um dos maiores especialistas do Brasil no tema e professor da segunda turma do MBA Saneamento Ambiental, o advogado Wladimir Antonio Ribeiro tem contribuído intensamente para a discussão sobre o novo marco legal do saneamento. Nesta entrevista, o professor analisa o PL 3261, que deve ser votado na próxima segunda-feira, 9 de dezembro, na Câmara dos Deputados. Leia a seguir:

Portal MBA Saneamento Ambiental – O setor de saneamento no Brasil está passando por mudanças com as discussões e votação em breve do novo marco legal do saneamento. Em sua opinião, quais são os maiores desafios e as oportunidades que essas mudanças podem trazer para o país?

Wladimir Antonio Ribeiro – O debate sobre a mudança do marco legal está confuso e com baixo nível técnico. Caso a votação se confirme, o resultado deve ser o aumento dos conflitos (inclusive com reavivamento de conflitos antes superados), e muita judicialização. Mas a sua diretriz, que em certa medida deve se efetivar, será o aumento do investimento privado no setor. Isso pode contribuir para o aumento da eficiência na prestação dos serviços e, ante à crise fiscal, é alternativa para a viabilização de investimentos.

Portal MBA Saneamento Ambiental – Para os profissionais do setor, como podem ser estas oportunidades e como eles podem se preparar para as novas demandas do mercado?

Wladimir Antonio Ribeiro – Haverá demandas maiores por eficiência, e, doutro lado, pela capacidade de gerir contratos e investimentos de privados. O aumento do investimento privado significa uma maior necessidade de o poder público gerenciar contratos e de o setor privado não só gerir serviços, mas saber lidar com a regulação e o controle públicos. Com isso, profissionais atualizados tecnologicamente, bem como os que saibam lidar com ambientes regulados, passarão a ser cada vez mais importantes.

Portal MBA Saneamento Ambiental – Além das mudanças na legislação, como os avanços tecnológicos impactam nas carreiras do saneamento hoje em dia?

Wladimir Antonio Ribeiro – Hoje não basta repetir soluções do passado, mas temos que aperfeiçoá-las e superá-las com novas tecnologias, mais eficientes do ponto de vista econômico e ambiental. Além disso, o conhecimento de aspectos regulatórios e de gestão, bem como o foco no usuário, que precisa ser bem atendido (com o aumento inevitável do valor das tarifas ele será mais exigente), passa a ser cada vez mais importante.

Portal MBA Saneamento Ambiental – O que é necessário a um profissional do setor – seja engenheiro, biólogo, sociólogo, ou administrador, entre outros – para avançar profissionalmente?

Wladimir Antonio Ribeiro – Não adianta mais decorar um rol de soluções pré-fabricadas, relacionando cada uma delas com um problema. É necessário ter uma base mais sólida, para a partir dela saber se adaptar e construir soluções mais adequadas. Com isso, o engenheiro ou biólogo precisa saber de gestão e saber o papel que a regulação desempenha. O sociólogo precisa conhecer os processos de gestão. Tudo vai se tornando mais interdisciplinar.

Portal MBA Saneamento Ambiental – Como o MBA Saneamento Ambiental tem contribuído para este cenário?

Wladimir Antonio Ribeiro – O MBA Saneamento Ambiental proporciona uma visão ampla. Não é o MBA tradicional focado em planilhas. Com isso, ele desenvolve habilidades amplas, aderentes ao que o mercado atual, e o futuro da gestão do saneamento básico exigem. Com o fim do comodismo e das soluções pré-fabricadas, esse conhecimento mais amplo que passa a ser o mais importante.

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *