“A ideia da LSE é formar líderes que possam transformar suas realidades locais”, diz Carlos Nascimento sobre Módulo Internacional do MBA

Diretor de Programas da London School of Economics and Political Science (LSE) explica como a iniciativa do MBA Saneamento Ambiental contribui para formação de profissionais mais preparados para lidar com os desafios do saneamento.

Estão abertas as inscrições para a 3ª turma do MBA Saneamento Ambiental. Um dos atrativos do curso é o Módulo Internacional, realizado na London School of Economics and Political Science (LSE), considerada umas das principais instituições de ensino no mundo. O aprendizado possibilita aos estudantes brasileiros ampliarem suas visões sobre aspectos relevantes do saneamento e meio ambiente com profissionais com expertise internacional.

“É uma experiência única oferecida aos nossos alunos do MBA Saneamento Ambiental, pois permite estar em uma das cidades mais modernas do mundo e ter uma experiência cultural, acadêmica e profissional incomparável”, afirma Carlos Alexandre Nascimento, diretor de Programas da LSE e coordenador do Módulo no MBA.

O Módulo Internacional reúne casos globais, contemplando a transformação do segmento em diversos países e preparando profissionais para o futuro. Durante uma semana de aulas, são abordados conceitos sobre sustentabilidade, gestão de contratos e projetos de infraestrutura, mudanças climáticas, regulação técnica e econômica e estratégias para parcerias público-privadas, entre outros temas.

“O curso busca dar uma visão teórica e prática dos principais desafios enfrentados no Reino Unido e na Europa em relação ao setor de saneamento ambiental, com uma perspectiva global, comparando sempre com a realidade brasileira”, explica Nascimento.

Os efeitos da pandemia do novo coronavírus também serão foco de discussão do ensino, que buscará compreender como os países europeus estão lidando com esses novos desafios no setor a fim de trazer bons exemplos para o cenário brasileiro.

Segundo o diretor, a avaliação tem sido muito positiva tanto dos alunos quanto da instituição inglesa, que vê com ótimos olhos a participação dos estudantes brasileiros e deseja ampliar esta interação.

“A LSE acredita que o Brasil é um país no qual as ideias geradas no debate com alunos podem provocar mudanças significativas na maneira como fazemos políticas públicas de infraestrutura e saneamento ambiental para o bem da sociedade”, destaca Nascimento, que complementa: “A ideia da LSE é formar líderes que possam transformar suas realidades locais.”

Quer ampliar suas competências no saneamento? Então, acesse nosso site e inscreva-se para a 3ª turma do MBA Saneamento, promovido pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP).

Conheça mais sobre a LSE

Fundada em 1895, a London School of Economics and Political Science (LSE)é uma das principais instituições de ensino em ciências sociais do mundo. Além de 18 ganhadores do Prêmio Nobel, vários líderes mundiais estudaram na instituição, 37 presidentes, primeiros ministros e integrantes de famílias reais, entre eles, o ex-presidente americano John F. Kennedy, o ex-primeiro ministro italiano Romano Prodi e o ex-primeiro ministro japonês Taro Aso. Lá, formaram-se também 70 parlamentares britânicos.

Com cerca de 11 mil alunos, quase 70% são de outros países. Em 2017, a LSE recebeu estudantes de mais de 140 países. Sua equipe também é internacional, formada por mais de 100 nacionalidades. Isso significa que o aluno pode discutir importantes questões globais com pessoas de diferentes origens e, como resultado, obterá uma visão verdadeiramente internacional.

Para saber mais sobre a LSE, acesse aqui.

Por Murillo Campos/Foco 21 Comunicação

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *